Alimentação integral há tempo deixou de ser uma curiosidade ou, uma refeição luxuosa, que atingia somente um consumidor mais potencializado. Atualmente com o desenvolvimento e aceitação dos critérios modernos de saúde na alimentação e os conhecimentos das vantagens em consumir fibras nas refeições, enfim foram aceitas e são utilizadas em grande parte do mundo de food service.

A estratégia na realização de pratos integrais precisa ser feita desde o momento da decisão na compra. A escolha de ingredientes exige conhecimento de mercado e de qualidade.
Com o tempo surgem inúmeros fabricantes de alimentos que se dedicam a fazer produtos integrais, ricos em fibras, naturais, etc., porém todos estes produtos são normalmente bem mais caros que os “refinados” (desta forma se limita muito o público que tem acesso) e com certeza constituem um universo aplicativo bem limitado.

A SOLUÇÃO INVENTADA PELA ZINI BRASIL

O ponto forte é a praticidade, uma boa ideia junto ao hábito de tornar a alimentação cotidiana integral, inserindo a fibra nas refeições já prontas, desta forma o consumidor, seja ele doméstico ou cliente do food service, passa a utilizar as fibras em livre arbítrio, ou seja, onde ele mesmo adiciona no seu prato preferido, na quantidade que prefere, nos alimentos que decide, como um gesto simples de colocar açúcar no café ou colocar queijo em uma macarronada.

Integralizar alimento simplesmente despejando FIBRAZIN

Logicamente o produto FIBRAZIN pode ser acondicionado em dispenser ou envasado em sachês, na maneira que cada cliente prefere. O importante nesta ideia revolucionária é que a operação de integralizar o alimento passe do início ao fim de todo o processo produtivo.

94697

VANTAGENS PARA O CONSUMIDOR

– Cada pessoa (minimamente esclarecida) sabe o quanto de fibra deve ingerir cotidianamente para manter sua alimentação saudável, de acordo com as prescrições da dietologia do século XXI.
– Quem faz a receita é o próprio usuário. Assim pode escolher com total liberdade se prefere alimentação bem concentrada ou integral.
– Traz um aumento da “autoestima”, que não é presente quando se come um alimento integral já pronto, onde é impossível perceber com exatidão a quantidade de fibras que foram escolhidas.

– O mais importante: é absolutamente econômico porque com certeza o produto FIBRAZIN contido no dispenser ou no sachê vai ser oferecido gratuitamente pelo dono do food service, tal como acontecia com o sal (quando ainda era permitido), com o açúcar no café ou com alguns temperos quando são colocados em frente dos pratos ou ainda como o queijo ralado nas de macarronadas.

VANTAGENS PARA O FOOD SERVICE

Permite fundamentalmente oferecer a seus consumidores pratos integrais utilizando todos os produtos em normal disponibilidade. Desta forma:

– Não é necessário preparar 2 cardápios: normal e integral.
– Não é necessário fazer compras separadas desde o início do processo de preparo.
– Evita dupla estocagem e investimento para duas famílias de produtos normais e integrais
– Grande economia, pois (normalmente) os alimentos integrais são bem mais caros que os refinados.
– Permite ao seu cliente dosar e escolher o que deve ser integralizado.
– Transmite a seu cliente uma certa sensação de “saúde pela alimentação” que é o diferencial da gastronomia profissional moderna.
– Consegue se diferenciar de imediato dos concorrentes que ainda não tem adotada esta solução simples.
– Permite entrar no mundo dos integrais, sem aumentar seus custos e com uma ação interativa, educativa e demonstrativa, junto ao cliente que normalmente se surpreende pela proposta.

Até a feijoada pode se tornar integral agregando fibras

MAS AFINAL VALE A PENA?

A maior surpresa desta apresentação está em constatar que o FIBRAZIN, afinal, é um simples farelo de trigo para uso termolisado, o custo para o food service é absolutamente baixo, em face das vantagens econômicas que oferece.

Vale ressaltar a praticidade do produto, onde graças à uma intuição de um jovem engenheiro formado no Brasil, conseguiu obter a “quadradura da roda”, ou seja, a solução de um problema que parecia impossível.

Com FIBRAZIN se consegue domesticar os alimentos mais calóricos