Muitos profissionais do setor de salgados x food service já conhecem a vantagem de utilizar FIOCCOPAN pelas suas exclusivas características da baixa absorção de óleo durante a fritura (resumida na palavra lipófoba). Quem se acostuma a este tipo de empanamento moderno raramente volta atrás porque o aspecto dourado, claro, seco e crocante constitui um diferencial que distingue estes salgados dos concorrentes.

Ainda é sabido que FIOCCOPAN ZINI se paga sozinho só pelo óleo que economiza.
Porém ainda faltava um produto que fosse econômico no preço, não só no resultado.

Assim a firma ZINI “Alimentos de última geração” em São Paulo resolveu instalar uma nova linha de produção que prepara uma farinha de empanamento tão lipófoba como FIOCCOPAN mas que seja competitiva (até no preço) com as farinhas produzidas a partir do pão moído da sobra tradicional.

1

 

A nova linha produz, de forma bastante automatizada, uma farinha de uma única distribuição granulométrica com calculada mistura dos grãos finos e médios, bem nos padrões que os consumidores e utilizadores profissionais estão acostumados com a rosca tradicional.

A cor é levemente mais escura que FIOCCOPAN pois se assemelha a casca do pão.
O processo de produção é isento de qualquer contato manual, preservando assim as características de pureza microbiológica de todos os produtos da ZINI.

Trazida da Itália, com considerável investimento, a nova linha de produção da ZINI permite finalmente ter um preço bem econômico para todo mercado brasileiro dos empanados.

Foi até instalada uma câmara de monitoramento à distância que permite a todo cliente observar seu produto sendo fabricado, dentro da teoria de “Indústria 4.0” que ZINI BRASIL está implantando.

É utilizado exclusivamente trigo nacional para produzir MILANEZIN, valorizando assim o esforço dos agricultores brasileiros que tem conseguido, em poucos anos, tornar o País quase autossuficiente.

MILANEZIN é isento de sal, conservantes e qualquer outro produto químico.
Se conserva só pelo reduzido teor de umidade final e técnica de tindalização contínua.

A fábrica ZINI em São Paulo não utiliza combustíveis fósseis, exclusivamente biomassa. Portanto quem utiliza MILANEZIN participa do esforço de combater o efeito estufa.

Amostras, demonstrações, detalhes comerciais estão disponíveis para todo profissional que fizer contato com o depto. coml. ZINI FLOURS.